Tem mais de 65 anos e reside no concelho de Montemor-o-Velho? Vacine-se, gratuitamente, contra a gripe sazonal numa farmácia perto de si.
 
O Município de Montemor-o-Velho vai suportar o preço da administração da sua vacina numa das farmácias aderentes: 
Farmácia Dias Amaral (Arazede) | 239 607 903 | 924 406 954
Farmácia Oliveira Ribeiro (Bunhosa, Arazede) | 239 609 302 | 967 753 071
Farmácia Ferrão (Carapinheira) | 239 629 119 | 914 178 282
Farmácia Dionísio (Montemor-o-Velho) | 239 689 203 | 913 759 823
Farmácia Nuno Álvares (Montemor-o-Velho) | 239 680 143 | 914 550 629
Farmácia Central (Pereira) | 239 645 236 | 968 591 870
Farmácia Ângelo (Seixo de Gatões) | 239 621 355 | 919 569 724
 
Evite deslocações e faça a sua reserva por telefone.
Este é mais um esforço adicional que o Município de Montemor-o-Velho empreende no combate à pandemia provocada pela COVID19.
 
 
 
 
O início do processo de alteração do Regulamento das Bolsas de Estudo foi aprovado por unanimidade na última Reunião de Câmara.
 
Pretende-se que o novo Regulamento venha ser mais um reforço para uma análise baseada na transparência, equidade, igualdade de oportunidades e de acesso a este apoio municipal.
 
O período para constituição como interessados e apresentação de contributos para a elaboração do regulamento está a decorrer durante 10 dias (a contar da data da aprovação do início do processo de alteração, dia 2 de novembro). Participe de comunicação escrita, dirigida ao Presidente da Câmara Municipal, onde conste o nome completo, morada (ou sede), número de identificação fiscal e o respetivo endereço eletrónico, para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., por via postal ou entregue presencialmente no balcão único (Praça da República, 3140-258 Montemor-o-Velho).
 
Recorde-se que a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho atribui anualmente Bolsas de Estudo a estudantes, em situação de vulnerabilidade social, residentes no Concelho e matriculados em estabelecimentos de ensino público, nos níveis do segundo e terceiro ciclos, secundário, profissional e superior. Para além destas bolsas académicas, o Município de Montemor atribui ainda Bolsas por Excelência a alunos dos segundo e terceiro ciclos com média exata de 5 valores ou média igual ou superior a 17,5 valores, para os restantes níveis, e Bolsas por Mérito, para alunos a quem o júri reconheça capacidades especiais, distinguidos nas áreas desportiva, artística ou científica, com expressão regional ou nacional e desde que a área a que concorre faça parte do plano curricular do(a) candidato(a).
A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho continua a sua ação de apoio à população mais vulnerável. Nesta fase crítica, em que a pandemia veio agudizar situações de carência e de fragilidade social, o acesso atempado e sem restrições aos medicamentos por parte de todos os cidadãos é ainda mais essencial para a promoção da saúde. 
 
Neste sentido, a Autarquia Montemorense está a implementar no concelho, com a Associação Dignitude, o Programa abem: Rede Solidária do Medicamento com vista a garantir o acesso aos medicamentos prescritos (com receita médica) e comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde por parte de munícipes em situação de carência económica, que, de outro modo, não poderiam adquirir esses medicamentos. 
 
Assim, a Autarquia vai identificar e referenciar todas as pessoas que se enquadrem no programa, com base na condição de recurso. O Programa abem: Rede Solidária do Medicamento tem como destinatários os indivíduos beneficiários de prestações sociais, mas também todos os que se deparem com uma situação inesperada de carência económica decorrente de desemprego involuntário ou de doença incapacitante, entre outras situações de carência que poderão ser também consideradas, com exceção para os idosos que se encontram integrados em estruturas residenciais para pessoas idosas (ERPI), cuja situação não tem enquadramento.
 
Os utentes abrangidos serão portadores de um cartão personalizado, entregue pelo Município de Montemor-o-Velho, que permitirá obter, sem quaisquer custos associados, todos os medicamentos comparticipados e prescritos pelos médicos.
 
Com a adesão ao Programa abem:, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho pretende assegurar o acesso universal aos medicamentos, minimizar as desigualdades sociais e promover a mobilização da sociedade, nomeadamente das farmácias e das entidades públicas. 
 
O Município pretende ainda contribuir para o desenvolvimento do programa, através da sua capacidade agregadora, de envolvimento e de dinamização da sociedade civil e do tecido empresarial para prossecução dos objetivos desta rede, em especial através das suas competências e experiência na referenciação de indivíduos socialmente vulneráveis cuja situação seja enquadrável no Programa abem.
 
Este é mais um exemplo da ação solidária, de proximidade e de prevenção que o Município de Montemor-o-Velho tem vindo a empreender no combate à pandemia provocada pela COVID19.
 
 
Medida é dirigida a todos os cidadãos do concelho com idade igual ou superior a 65 anos
 
 
Na sequência do protocolo estabelecido com a Associação Dignitude, o Município de Montemor-o-Velho aderiu ao programa “Vacinação SNS Local”,  ampliando os meios e recursos disponíveis para proteção contra a gripe sazonal dos seus munícipes seniores.
 
A Autarquia vai, assim, suportar o preço da administração de vacinas contra a gripe à população residente no concelho com idade igual ou superior a 65 anos nas farmácias aderentes: 
 
Farmácia Dias Amaral (Arazede) | 239 607 903 | 924 406 954
 
Farmácia Oliveira Ribeiro (Bunhosa, Arazede) | 239 609 302 | 967 753 071
 
Farmácia Ferrão (Carapinheira) | 239 629 119 | 914 178 282
 
Farmácia Dionísio (Montemor-o-Velho) | 239 689 203 | 913 759 823
 
Farmácia Nuno Álvares (Montemor-o-Velho) | 239 680 143 | 914 550 629
 
Farmácia Central (Pereira) | 239 645 236 | 968 591 870
 
Farmácia Ângelo (Seixo de Gatões) | 239 621 355 | 919 569 724
 
Evite deslocações e faça a sua reserva por telefone.
 
 
Este alargamento do programa “Vacinação SNS Local” às farmácias garante o aumento da capacidade do sistema, alargando significativamente os locais de vacinação, promovendo uma aproximação à população e aumentando a disponibilidade horária dos serviços, e, simultaneamente, promove o descongestionamento de acesso aos serviços de saúde para outras situações.
 
É tempo de proteger os mais vulneráveis e de atuar a nível preventivo. 
Este é mais um exemplo da ação solidária e de prevenção adicional que o Município de Montemor-o-Velho empreende no combate à pandemia provocada pela COVID19.

Para uma maior segurança dos utentes, foram adotados novos procedimentos no acesso ao Centro de Saúde.

Dinis Oliveira, médico interno de Medicina Geral e Familiar (MGF) da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) de Montemor-o-Velho apresenta-lhe algumas das alterações.

O Município de Montemor-o-Velho e a UCSP de Montemor-o-Velho desenvolveram mais uma parceria com vista a reforçar junto da comunidade as medidas que podem ajudar a travar o avanço da Covid-19.

 

Siga as recomendações da UCSP de Montemor-o-Velho e partilhe-as com os seus amigos e familiares.

Cuide de si, cuide de todos!

 

 

 

Outubro é o mês da Saúde Mental.
Siga o conselho da UCC de Montemor-o-Velho e não permita que estes tempos de pandemia interfiram com a sua saúde, física e mental.
 
Liberte-se do medo, da tristeza e da ansiedade procurando ajuda e informação.
 
Cuide de si:
  • guarde tempo para as suas coisas;
  • mantenha a sua rotina;
  • pratique exercício;
  • mantenha hábitos de sono;
  • faça uma alimentação saudável;
  • mantenha-se em contacto com os outros.

Parabéns aos alunos e alunas que hoje recebem as bolsas de excelência e mérito atribuídas pelo Município de Montemor-o-Velho.

Valorizar a Educação, Valorizar o Futuro!

No âmbito do conjunto de medidas de carácter extraordinário e temporário, destinadas aos trabalhadores e empregadores afetados pela pandemia da doença COVID-19, foi criada a Medida Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde (Portaria n.º Portaria n.º 82-C/2020, de 31 de março, alterada e republicada pela Portaria n.º 162/2020, de 30 de junho), para assegurar a capacidade de resposta das instituições públicas e do setor solidário com atividade na área social e da saúde, durante a pandemia da doença COVID-19.


De carácter extraordinário e temporário, consiste a medida no apoio à realização de trabalho socialmente necessário em entidades públicas ou pessoas coletivas de direito privado, sem fins lucrativos, que desenvolvam atividades na área social e da saúde, entre os quais os lares, e estruturas residenciais ou serviços de apoio domiciliário para pessoas idosas e pessoas com deficiência ou incapacidade, que se encontram sujeitas e uma enorme pressão.


A alteração e republicação da medida veio alargar a sua duração até 31/12/2020 e enquadrar um regime de apoio à contratação (Prémio emprego) para contratos sem termo efetuados com os destinatários da medida.


As candidaturas à medida encontram-se abertas, e encontram toda a informação disponível (regulamento, formulário de candidatura e outra documentação) na página das medidas COVID 19 no portal www.iefp.pt.


O procedimento de candidatura ao apoio é processo um extremamente simples consistindo no preenchimento do formulário que se encontra disponível em www.iefp.pt ou em https://iefponline.iefp.pt/, e enviado por email para o Centro de Emprego da Figueira da Foz (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ), acompanhado por:
- Certidão relativa às situações contributiva e tributária regularizadas perante a Segurança Social e a Autoridade Tributária e Aduaneira, caso não tenha sido concedida autorização de consulta ao IEFP para o efeito
- Comprovativo de IBAN


No âmbito desta medida, podem as entidades interessadas indicar os destinatários pretendidos, devendo para o efeito, ser preenchido o anexo que consta no final do formulário de candidatura, de modo a permitir a identificação dos mesmos.
O Centro de Emprego da Figueira da Foz reitera a sua disponibilidade para colocar, e priorizar esta resposta, de modo a que as entidades interessadas possam ter meios para trabalhar “em espelho”, os destinatários da medida tipificados no Regulamento da mesma, prevenindo situações de eventual rutura de RH motivados por surtos de COVID 19.

Há muito que a população servida pela Extensão de Saúde de Pereira desejava ter um espaço condigno para aceder aos cuidados médicos e de enfermagem. Assim, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, a Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro e a Junta de Freguesia de Pereira, num esforço conjunto, trataram da saúde ao sonho e, desde o dia 20 de julho, o novo Polo de Saúde de Pereira da UCSP (Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados) de Montemor-o-Velho é já uma realidade.
A antiga sede da Junta foi reconvertida e o investimento da Autarquia Montemorense, que rondou os 106 mil euros, permitiu reformular alguns dos espaços.
Desta forma, a sala multiusos deu origem a dois gabinetes médicos, a uma sala de pessoal/copa e a instalações sanitárias. Já a sala de reuniões foi transformada em receção e sala de espera, e o gabinete do executivo foi reconvertido em gabinete médico. A antiga sala de reuniões e o espaço ocupado pelos Correios e secretaria deram origem, respetivamente, ao gabinete de enfermagem e à sala de tratamentos.
A intervenção contemplou ainda a criação de um parque de estacionamento no exterior do edifício, a adaptação da rede de abastecimento de água e esgotos para os novos equipamentos e instalações sanitárias, bem como a reformulação das instalações elétricas, de informática e de telecomunicações.
A ARS do Centro equipou o novo espaço de cuidados de saúde primários que dispõe de dois médicos, duas enfermeiras, uma assistente técnica e duas assistentes operacionais.
 
Esta intervenção integra o conjunto das 50 empreitadas que o Município de Montemor-o-Velho tem em curso nas 11 freguesias do concelho e cujo investimento total ultrapassa os 8,5 milhões de euros.
Mesmo em tempo de pandemia, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho não pára e continua a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
 

 

A Unidade Móvel de Saúde (UMS) de Montemor-o-Velho foi hoje entregue à Câmara Municipal e já está pronta para ajudar a combater a pandemia, estando ao serviço temporário da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro e da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Montemor-o-Velho para a realização de testes da COVID-19 nos concelhos de Montemor e Soure.

Adquirida pelo Município de Montemor-o-Velho, no âmbito do projeto piloto “Região de Coimbra + PROXIMIDADE”, a viatura elétrica pretende apoiar a população, em particular a que se encontra em situação mais vulnerável, através da presença de equipas multidisciplinares nas áreas de cuidados de saúde e apoio psicológico e social.

“A viatura elétrica está dotada com diversos equipamentos médicos que possibilitam a prestação de um atendimento presencial de qualidade, em qualquer local do concelho, por técnicos de saúde devidamente habilitados para o efeito”, explicou o Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.
 
Para Emílio Torrão, “este é um projeto de saúde em proximidade que, em articulação com as autoridades de saúde locais e com a UCC, vai prestar um atendimento essencial em cuidados de saúde primários de forma mais eficaz e em prontidão, uma vez que são pessoas conhecidas que vão tratar dos setores da população mais vulneráveis, nomeadamente os seniores e as pessoas que precisam de alguma atenção por parte da área da saúde”.
 
Devido “às deslocalizações das extensões de saúde e do atendimento médico”, o edil montemorense reforçou que “os municípios de Montemor-o-Velho e de Condeixa-a-Nova insistiram, desde o primeiro momento, na implementação do projeto que vai dar uma resposta a uma ambição já antiga da população” e que, devido à atual situação, “já mostrou a sua mais-valia, pelo que é intenção da CIM-RC alargar a iniciativa aos restantes municípios”.
 
Recorda-se que o projeto piloto “Região de Coimbra + PROXIMIDADE permitiu aos municípios de Montemor-o-Velho e de Condeixa-a-Nova adquirirem duas viaturas, numa ação desenvolvida através da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, que contou também com a parceria da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro.
 
A iniciativa “Região de Coimbra + PROXIMIDADE” é promovida pela CIM RC, e é apoiada pelo Centro 2020 – Programa Operacional Regional do Centro, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Saber...