Sabia que o Município de Montemor-o-Velho investiu mais de 170 mil euros e apoiou mais de 2.500 munícipes com os programas e as medidas de ação social e de saúde pública em 2020?

 

 

Não se atrase! Termina esta 5ª feira, dia 4 de março, o período de apresentação de candidaturas ao apoio extraordinário às famílias afetadas pela pandemia de Covid-19.

A medida, promovida pelo Município de Montemor-o-Velho, representa um apoio extraordinário de 75 mil euros, no âmbito do Regulamento Municipal de Emergência Social.

Os montantes a atribuir aos beneficiários têm de ser utilizados em bens e serviços efetuados nos estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços do concelho, visando, deste modo, também o apoio e o estímulo à economia local.

 

Consulte os documentos (regulamento e formulário de candidatura) em https://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/municipio/comunicacao/item/4797-regulamento-municipal-de-emergencia-social-apoio-extraordinario-abertura-de-candidaturas?fbclid=IwAR1SskUaDHrBfAd423xsC9ouH9mk-kGPWIJGkVNML57cLadiipF9XV6dxuU

Até ao dia 4 de março, encontra-se a decorrer o período de apresentação de candidaturas ao apoio extraordinário às famílias afetadas pela pandemia de Covid-19.

A medida, promovida pelo Município de Montemor-o-Velho, representa um apoio extraordinário de 75 mil euros, no âmbito do Regulamento Municipal de Emergência Social.

Os montantes a atribuir aos beneficiários têm de ser utilizados em bens e serviços efetuados nos estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços do concelho, visando, deste modo, também o apoio e o estímulo à economia local.

Consulte os documentos (regulamento e formulário de candidatura) em https://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/municipio/comunicacao/item/4797-regulamento-municipal-de-emergencia-social-apoio-extraordinario-abertura-de-candidaturas?fbclid=IwAR1SskUaDHrBfAd423xsC9ouH9mk-kGPWIJGkVNML57cLadiipF9XV6dxuU

Até ao dia 4 de março, encontra-se a decorrer o período de apresentação de candidaturas ao apoio extraordinário às famílias afetadas pela pandemia de Covid-19.

A medida, promovida pelo Município de Montemor-o-Velho, representa um apoio extraordinário de 75 mil euros, no âmbito do Regulamento Municipal de Emergência Social.

Os montantes a atribuir aos beneficiários têm de ser utilizados em bens e serviços efetuados nos estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços do concelho, visando, deste modo, também o apoio e o estímulo à economia local.

Consulte os documentos (regulamento e formulário de candidatura) em https://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/municipio/comunicacao/item/4797-regulamento-municipal-de-emergencia-social-apoio-extraordinario-abertura-de-candidaturas?fbclid=IwAR1SskUaDHrBfAd423xsC9ouH9mk-kGPWIJGkVNML57cLadiipF9XV6dxuU

ESTUDO SOBRE AS CONSEQUÊNCIAS DA PANDEMIA COVID-19 NOS CUIDADORES INFORMAIS / FAMILIARES / NÃO REMUNERADOS DE TODA A EUROPA
 
Convidamo-lo a participar neste estudo, preenchendo o questionário online até ao final do mês de fevereiro), usando o seguinte link https://www.surveymonkey.com/r/8B5NBJR?lang=pt
 
Este questionário, promovido pela Eurocarers - European Association Working for Carers (https://eurocarers.org/ ), destina-se a todos os cuidadores informais / familiares / não remunerados de pessoas idosas, vulneráveis ou portadoras de deficiência por toda a Europa que pretendam partilhar a sua experiência durante a crise COVID-19.
O objetivo desta iniciativa é, de facto, documentar e analisar como o surto de COVID-19 teve impacto na saúde dos cuidadores informais / familiares / não remunerados, na situação de prestação de cuidados, redes de apoio, acesso a serviços sociais e de saúde, situação perante o trabalho, equilíbrio entre vida profissional e familiar e económico-financeira - entre outros aspetos. Este projeto procura também recolher opiniões e recomendações dos próprios cuidadores sobre como melhor apoiá-los, enquanto cuidadores informais, em tempos de pandemia.
 
Se se identifica com um cuidador informal e deseja contribuir para esta iniciativa europeia, agradecemos desde já a sua participação! Junte-se aos quase 1500 cuidadores informais que já responderam. Queremos saber a nível de Portugal o seu impacto!
 
O preenchimento do questionário requer cerca de 20 minutos do seu tempo. No entanto, tenha em atenção que a plataforma permite que interrompa a submissão do questionário e retorne, mais tarde, caso se sinta cansado ou tenha pouco tempo à sua disposição, portanto, não veja isso como um potencial obstáculo para a sua contribuição. Para interromper a submissão e regressar mais tarde, basta reabrir a página através do link abaixo e atualizá-la. Deve introduzir novamente o questionário na pergunta onde o deixou.
 
Os resultados deste inquérito serão, portanto, úteis para conceber orientações a nível europeu destinadas aos decisores políticos, prestadores de serviços e cuidadores informais na gestão de situações críticas (como por exemplo, a "quarta vaga" e futuras pandemias), bem como, a nível nacional apoiar melhores decisões políticas.
 
Todas as respostas a este questionário são totalmente anónimas, a menos que escolha o contrário.
 
Se tiver alguma dúvida sobre esta investigação, por favor, entre em contacto connosco: Prof. Doutor Bruno Alves, email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
 
Gratos pela colaboração!
Com o reinício das atividades letivas em regime não presencial, o Município continua a entregar cabazes alimentares às crianças e alunos de todos os níveis de ensino abrangidos pelo escalão A e B da Ação Social Escolar.
A entrega é feita em regime de take away e os cabazes são compostos por bens de primeira necessidade, incluindo, por exemplo, carne, peixe, leite, iogurtes, fruta, legumes frescos, massa, feijão, queijo e cereais.
Os cabazes deverão ser levantados, em data previamente acordada, num dos 4 refeitórios de proximidade - EB23 de Arazede, EBS de Montemor-o-Velho, EB23 de Carapinheira e EBI de Pereira.
 
Composição dos cabazes de alimentos | quinzena de 8 a 21 de fevereiro
Escalão A:
1kg de carne (febras e perninhas de frango)
1kg de peixe (bacalhau e filetes de pescada)
2 latas de atum
1kg de arroz
10 iogurtes
2 l de leite
10 peças de fruta
1 pacote de massa
1kg de feijão
1kg de batata
1l de azeite
0,5kg de cenoura
0,5kg de courgete
1 embalagem de cereais korn flakes
0,5kg de feijão verde
 
Escalão B:
1kg de carne (febras e perninhas de frango)
1kg de peixe (bacalhau e filetes de pescada)
2 latas de atum
5 iogurtes
1 l de leite
10 peças de fruta
1 pacote de massa
1kg de batata
0,5kg de cenoura
0,5kg de courgete
5 unidoses de doce / manteiga
5 unidoses de queijo
0,5kg de feijão verde
 
 
 
Mais do que nunca é essencial ficar em casa, cumprir o confinamento e as regras de distanciamento e higienização. Mantenha-se informado: consulte as informações oficiais e atualizadas nas páginas do Município de Montemor e do Agrupamento de Escolas de Montemor.
 
Continuamos aqui para si! Se precisar, fale connosco: Educação e Ação Social | 239 687 300 (extensão 4) | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

Até ao dia 4 de março, encontra-se a decorrer o período de apresentação de candidaturas ao apoio extraordinário às famílias afetadas pela pandemia de Covid-19.

A medida, promovida pelo Município de Montemor-o-Velho, representa um apoio extraordinário de 75 mil euros, no âmbito do Regulamento Municipal de Emergência Social.

Os montantes a atribuir aos beneficiários têm de ser utilizados em bens e serviços efetuados nos estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços do concelho, visando, deste modo, também o apoio e o estímulo à economia local.

Consulte os documentos (regulamento e formulário de candidatura) em https://www.cm-montemorvelho.pt/index.php/municipio/comunicacao/item/4797-regulamento-municipal-de-emergencia-social-apoio-extraordinario-abertura-de-candidaturas?fbclid=IwAR1SskUaDHrBfAd423xsC9ouH9mk-kGPWIJGkVNML57cLadiipF9XV6dxuU

O Município de Montemor-o-Velho, no seguimento dos fortes impactos que a pandemia de Covid-19 está a provocar também nas famílias, aprovou um apoio extraordinário de 75 mil euros, no âmbito do Regulamento Municipal de Emergência Social.
O período de apresentação das candidaturas inicia-se na próxima segunda-feira, dia 4 de janeiro, e decorre até 4 de março.
A medida é mais um reforço às diversas medidas que a autarquia montemorense tem vindo a implementar na minimização dos efeitos da pandemia sobre as famílias.

Com o intuito de estimular também a economia local, os montantes a atribuir têm de ser utilizados em bens e serviços efetuados nos estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços do concelho.
Este apoio extraordinário implementado pelo Município de Montemor-o-Velho visa, assim, apoiar não apenas as famílias em necessidades devido à covid19, mas também a economia local.
 

Consulte os documentos (regulamento e formulário de candidatura) em www.cm-montemorvelho.pt

 

Documentos:

Regulamento Municipal de Emergência Social (RMES) - apoio extraordinário

Formulário RMES  - apoio extraordinário

 
 
Se é vítima ou conhece alguém que seja vítima de violência doméstica, peça ajuda e ligue 800 202 148 ou envie um sms para o 3060. Não está sozinha/o.
O município de Montemor-o-Velho associa-se à campanha nacional #EUSOBREVIVI, por ocasião do Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, lançado pela Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, e a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.
Num ano marcado pelo cenário epidémico, o isolamento social representa um contexto de risco acrescido para as potenciais vítimas de violência doméstica e, por isso, é fundamental que todos possamos prestar ajuda a quem mais precisa.
 
#EUSOBREVIVI
 
 
 

A manhã em Reveles, na sede do Grupo Recreativo Revelense, foi repleta de tecnologia, com muita estimulação motora e cognitiva para a Natália, a Maria Ermezinda e a Maria Alexandrina, a mais nova das três irmãs e cuja idade chega às sete décadas.
Bastante animadas, as três irmãs fizeram parte do primeiro grupo que participou na primeira sessão do projeto VirtuALL (Simbiose entre Inovação, Envelhecimento e Qualidade de Vida) que regressou às sessões presenciais no concelho de Montemor-o-Velho, ainda que em moldes diferentes e adaptados ao contexto de pandemia.
A Natália, a Maria Ermezinda e a Maria Alexandrina já fazem parte da história, não só porque “as pessoas com mais de 65 anos estão a ter contacto com a tecnologia”, conforme explicou uma das técnicas do projeto, mas também porque a sessão do projeto ocorre de forma descentralizada e se realiza, pela primeira vez, em Reveles, na União de Freguesias de Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca (UFAVVNB).
“Em pequenas não brincámos e agora vimos aqui brincar um bocado, aprender e manter a cabeça e o corpo a funcionar”, referiram, de modo divertido e com um sorriso que se adivinha por detrás das máscaras.
Recorda-se que o projeto VirtuALL se realiza nos municípios que integram a AD ELO e que, em Montemor-o-Velho, as sessões decorreram numa sala preparada nas Piscinas Municipais onde receberam grupos de diversos pontos do concelho.
Com o intuito de evitar a deslocação das pessoas e, assim, aumentar a sua segurança em tempos de pandemia, o projeto vai, num primeiro momento, acontecer em Reveles, na UFAVVNB, e em Arazede.
O programa é gratuito, dirigido a pessoas com mais de 65 anos e, para saber como participar em ações futuras, os munícipes interessados devem contactar os serviços de Ação Social pelos telefones 239 687 300 ou 930 409 584.
O projeto VirtuALL é coordenado pela AD ELO e conta com a parceria dos municípios (Investidores Sociais) da sua área de influência (Cantanhede, Montemor-o-Velho, Mealhada, Penacova, Figueira da Foz e Mira), sendo cofinanciado pela União Europeia, através do Fundo Social Europeu, no âmbito de uma candidatura efetuada ao Portugal Inovação Social.
 
Saiba mais em https://www.facebook.com/ProjetovirtuALL/, www.adelo.pt.
Pág. 1 de 4

Saber...