No concelho de Montemor-o-Velho, o bom comportamento ao volante é premiado com sorrisos na estrada.

Alertar para uma condução mais segura e contribuir para um espaço público mais amigo dos peões foram alguns dos motivos que levaram a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho a colocar em prática medidas de acalmia de trânsito em vários pontos do concelho.

Visando a promoção de uma estratégia global de baixo teor de carbono, incluindo a promoção da mobilidade da pedonalização dos centros urbanos e a adoção de práticas de mobilidade suave que garantam o direito à mobilidade de todos os cidadãos, as medidas da autarquia montemorense contemplaram a colocação de painéis de indicação de velocidade instantânea, assim como foi reforçada a sinalização rodoviária com a criação de bandas cromáticas, nomeadamente na freguesia do Seixo de Gatões, junto ao cemitério, e o reforço das bandas cromáticas existentes na freguesia de Pereira, na Rua Nossa Sra. do Pranto, e na freguesia de Arazede, na localidade da Bunhosa.

A intervenção promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho representa um investimento superior a 65 mil euros, e integra o Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) da CIM-RC, no âmbito do Programa Operacional Regional Centro 2020 - eixo prioritário Afirmar a Sustentabilidade dos Recursos (SUSTENTAR) -, sendo financiada pelo FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

Painéis de indicação de velocidade instantânea | Localização

Montemor-o-Velho (Estrada N111 - junto à Unidade de Saúde da Santa Casa da Misericórdia)

Meãs (ex-EN111 – à entrada da localidade, no sentido Tentúgal - Carapinheira)

Amieiro (Estrada N335 - junto ao Peroneo – Centro Terapêutico)

Faíscas (Estrada N335-1 - junto ao campo de futebol e ao Clandestino)

Portela (junto ao Grupo Cénico Amador da Portela)

Viso (junto à Escola Básica do Viso)

Liceia (junto à antiga escola e ao jardim de infância)

Tojeiro (junto ao jardim de infância)

Formoselha (N341 - junto à antiga escola e ao apeadeiro de Formoselha – Santo Varão)

Verride (Rua Nova da Enchida - junto ao cemitério)

Seixo (Rua de Santo António - junto à Igreja)

 

 

 

Informam-se os munícipes que a circulação rodoviária vai estar interrompida na rotunda do Convento dos Anjos e na rua do Prado, em Montemor-o-Velho, a partir desta terça-feira, dia 27 de outubro, até sexta-feira, 30 de outubro, devido a trabalhos de fresagem do pavimento betuminoso e da ligação do coletor pluvial no âmbito da reabilitação urbana em curso no espaço envolvente ao Convento dos Anjos.
 
A circulação rodoviária deverá fazer-se pelas vias alternativas, conforme sinalização de desvio implementada no local e zonas adjacentes.
 
Esta empreitada vai revolucionar um espaço nevrálgico da vila de Montemor-o-Velho que se encontrava subaproveitado, destacando a imponência arquitectónica do Convento de Nossa Senhora dos Anjos, reforçando a segurança rodoviária e pedonal e criando uma nova acessibilidade e ligação entre o centro histórico e a vila.
 
Aconselham-se os munícipes a circularem com precaução acrescida, respeitarem a sinalização no local e a, sempre que possível, adotarem percursos alternativos. Tentaremos ser breves.
 
 
Para mais informações consulte o mapa das vias condicionadas:‪ http://bit.do/vias-condicionadas
Em Montemor-o-Velho, o futuro também se constrói com a preservação do património histórico e, por isso, os arranjos exteriores do Convento de Nossa Senhora dos Anjos já começaram.
 
A intervenção, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, está integrada na estratégia de desenvolvimento territorial, apoiada numa política de reabilitação urbana, representando um investimento superior a 662 mil euros.
 
A obra, cofinanciado pela UE através do CENTRO 2020 no âmbito do Eixo 7 “Afirmar a Sustentabilidade dos Territórios” (CONSERVAR), vai ser um dos cartões de visita da sede do concelho, permitindo revolucionar a imagem de um espaço que se encontra subaproveitado, assim como fazer uma ligação mais adequada e acessível entre o centro histórico e as zonas mais recentes da vila de Montemor-o-Velho.
 
A requalificação, para além de dar um maior destaque à imponência arquitetónica do Convento de Nossa Senhora dos Anjos, vai também reforçar a segurança rodoviária e pedonal, dando uma nova urbanidade àquele espaço da sede do concelho, com a criação de passeios, uma praça e lugares de estacionamento.
 
As preocupações ambientais também não foram esquecidas e, como complemento à intervenção de requalificação do espaço, está a ser construído um furo de captação de água com vista a garantir a autonomia da rega dos espaços ajardinados na envolvente do Convento de Nossa Senhora dos Anjos.
 
Esta intervenção decorre em paralelo aos trabalhos que estão a decorrer e é realizada ao abrigo do projeto "Demonstração e Inovação para Adaptação às Alterações Climáticas na Região de Coimbra", liderado pela CIM – Região de Coimbra, sendo cofinanciado Fundo de Coesão, através do POSEUR - Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.
 
Recorda-se que se encontra a decorrer uma renovação profunda do interior do Convento com o intuito de lhe dar um novo uso museológico e cultural. As duas obras representam um investimento global próximo de 1,3 milhões de euros.
 
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.
A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho aprovou, na última reunião do Executivo Municipal, dois protocolos de colaboração para criação da Ciclovia do Mondego e da Ecopista do antigo ramal Ferroviário da Figueira da Foz. 
 
Com uma extensão global de mais de 80 km cicláveis, este é mais um passo para a mobilidade urbana sustentável e a descarbonização entre territórios da região. 
A Ciclovia do Mondego vai ligar a Figueira da Foz a Coimbra, passando pelo concelho de Montemor-o-Velho, tendo como elemento comum o Rio Mondego, numa extensão de 40km. Já a Ecopista do antigo Ramal Ferroviário da Figueira da Foz pretende converter os 48km de ferrovia numa pista de lazer que atravessa os municípios da Figueira da Foz, Montemor-o-Velho, Cantanhede e Mealhada.
 
Da iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), a Ciclovia do Mondego tem como copromotores os Municípios de Coimbra, Figueira da Foz e Montemor-o-Velho, enquanto que a Ecopista do antigo Ramal Ferroviário da Figueira da Foz une como copromotores os Municípios de Cantanhede, Figueira da Foz, Mealhada e Montemor-o-Velho e a parceria da IP PATRIMÓNIO - Administração e Gestão Imobiliária, S.A.
 
Previstos no Plano de Ação para a Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) da CIM-RC, os dois projetos serão submetidos a candidatura a fundos comunitários.
 
 
A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho aprovou ontem, dia 19 de outubro, em reunião de Câmara, a abertura dos procedimentos de concurso público para a sinalização rodoviária do concelho e para construção da nova Torre de Chegada do Centro Náutico. 
 
A Autarquia Montemorense pretende reforçar ainda mais a segurança das vias de comunicação do concelho recentemente requalificadas com a colocação de sinalização rodoviária horizontal adequada. Estimando-se a execução em 120 dias, esta empreitada tem um preço base de referência de superior a 517 mil euros.
Recorde-se que o Município de Montemor-o-Velho tem feito um forte investimento na requalificação das estradas, caminhos e arruamentos municipais das 11 freguesias do concelho, continuando a avançar com os projetos essenciais para o bem-estar e segurança dos Munícipes. 
 
Dotar o Centro Náutico de Montemor-o-Velho de uma torre de chegada que responda às necessidades mínimas e que reforce a excelência daquela infraestrutura desportiva de âmbito internacional é o objetivo do projeto hoje aprovado pelo executivo montemorense. O procedimento para construção de uma nova torre de chegada para o Centro de Alto Rendimento tem um preço base de cerca de 750 mil euros e um prazo de execução de 240 dias.
 

A Câmara Municipal de Montemor-o-Velho continua a realizar trabalhos de melhoramento da rede viária concelhia.

As ruas do Casal do Jagaz e do Parque Desportivo de Gatões, na união de freguesias de Montemor-o-Velho e Gatões, vão ser repavimentadas com vista a reforçar a qualidade e segurança.

 
A aplicação de camadas de regularização em argamassa betuminosa e de microaglomerado a frio vai ser a face mais visível da intervenção municipal que representa um investimento superior a 37 mil euros.
 
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.

O Canto das Loureiras e as ruas do Canto dos Bispos e da Mata, na freguesia de Meãs do Campo, vão ser alvo de melhorias.

Os trabalhos incluem o ajustamento, elevação ou rebaixamento das tampas de caixas de saneamento e água, assim como a aplicação de camadas de regularização em argamassa betuminosa e de microaglomerado a frio.
A intervenção, promovida pela Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, representa um investimento cerca de 9 mil euros.
O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.

A Câmara Municipal continua a recuperar a rede viária do concelho e, em breve, a freguesia de Liceia vai ter intervenções na Rua 25 de Abril e na nova Rua do Vasco.

Com um investimento de cerca de 40 mil euros, a empreitada agora consignada vai incluir a aplicação de camadas de regularização em argamassa betuminosa e de microaglomerado a frio.

O Município de Montemor-o-Velho continua assim, e mesmo em tempo de pandemia, a avançar com os projetos essenciais para o futuro do concelho e para o bem-estar dos Munícipes, promovendo a retoma e o crescimento da economia.

A Câmara Municipal está a intervir na Rua professor Júlio Ferrão de Carvalho, a Rua do Corgo e na Rua Casal do Corso.

Por favor, circule com precaução e respeite a sinalização do local.
Agradecemos a sua compreensão. Tentaremos ser breves.

Saber...