O Município de Montemor-o-Velho tem em curso um programa de apoio social, excecional e temporário, no âmbito das medidas relativas à situação epidemiológica da COVID-19.
 
“Estamos a acompanhar a situação com responsabilidade e estamos a criar respostas que vão de encontro às necessidades dos nossos munícipes, em especial dos que mais necessitam de apoio e se encontram em dificuldades.” Para tal, a autarquia liderada por Emílio Torrão iniciou esta semana a entrega de cabazes alimentares semanais a cerca de 60 crianças do escalão A do pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico, bem como a famílias em situação de vulnerabilidade social.
 
Recorde-se que a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho estava, desde a suspensão das atividades letivas e não letivas, a fazer a distribuição das refeições em cinco pontos de recolha, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Montemor-o-Velho, IPSS’s e juntas de freguesia, de forma a acautelar o serviço de prestação de apoios alimentares a alunos beneficiários do escalão A de Ação Social Escolar e minimizar as deslocações. Agora “vamos ainda mais longe, pensamos nos alunos e nas suas famílias, queremos que estejam seguros e que não passem dificuldades acrescidas”, acrescentou o edil montemorense.
 
Os encarregados de educação que pretendam, em algum momento, beneficiar deste serviço, e que cumpram os requisitos legais, devem solicitá-lo, via email, através do endereço eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., ou através do número telefónico 239 687 300 (extensão 4).
 
Paralelamente, a Câmara Municipal de Montemor-o-Velho está a trabalhar para acompanhar os cidadãos seniores mais dependentes, com doenças crónicas ou oncológicas e pessoas dependentes sem retaguarda familiar ou institucional.
 
Em funcionamento, 24 horas por dia, 7 dias da semana, está já a linha de apoio social, com o número 930 409 584. Para além de apoio e esclarecimento de dúvidas, esta linha permite, em situações de emergência e necessidade, apoiar na aquisição e entrega de medicação e outros bens, assim como de receituário em articulação com os serviços de saúde concelhios.
 
Ainda no que diz respeito aos seniores, o Município de Montemor-o-Velho tem vindo a fazer uma identificação rigorosa das situações de risco para criar um programa de apoio aos seniores que estão em situação de isolamento.
 
Paralelamente, a autarquia montemorense tem enviado informações à população sénior alertando para a necessidade de adoção de medidas de etiqueta respiratória, higiene e necessidade de permanecerem em casa.
 
O Município está, também, a atribuir equipamentos de teleassistência em situações de isolamento social e com graves problemas de saúde, assim como a desenvolver esforços, juntamente com a Segurança Social, a GNR, a AFMP, os serviços de saúde e as Juntas de Freguesia do concelho, para proteger as vítimas de violência doméstica.
 
Outra das medidas adoptadas pelo Município de Montemor-o-Velho para fazer face à pandemia de COVID-19 e que visa ajudar a comunidade num momento difícil e exigente psicologicamente, é a disponibilização de uma linha de apoio psicológico que garanta apoio psicossocial especialmente a idosos, doentes crónicos e famílias em situação de vulnerabilidade social. Através do número 930 409 595, a Câmara de Montemor-o-Velho vai monitorizar situações de isolamento e, simultaneamente, procurar proporcionar algum conforto aos munícipes, ajudando-os a sentirem-se socialmente integradas no decorrer deste período de crise.
 
Para Emílio Torrão, "o apoio social às famílias foi sempre uma prioridade deste executivo. Num momento como o que estamos a atravessar, é ainda mais premente criar soluções e respostas, de acordo com as recomendações da Autoridade de Saúde Local e em estreita articulação com as Juntas de Freguesia, IPSS’s e outras entidades concelhias, para reforçar o auxílio aos que se encontram numa situação de maior fragilidade. Apelo a todas as pessoas para nos ajudarem nesta tarefa e se conhecerem alguém que precise de ajuda entrem em contacto connosco.”
 
A partir de sexta-feira, dia 27 de março, o Cemitério Municipal de Montemor-o-Velho estará encerrado, à exceção de situações de carácter urgente e inadiável, nomeadamente funerais.
Nesta situação, o cemitério será aberto pelo período estritamente necessário, não podendo exceder o máximo de 20 pessoas.
A medida visa reforçar as medidas de prevenção e contenção da pandemia do novo coronavírus.
 

COVID-19 | Resíduos Recicláveis dentro do Ecoponto

Neste momento crucial de combate à pandemia, tenha uma atenção redobrada com o lixo produzido e com o seu respetivo encaminhamento.

Seja um agente de saúde pública. Proteja-se a si e aos outros.

Veja as boas práticas que a ERSUC recomenda no manuseamento do lixo doméstico:

1. Utilizar os ecopontos apenas para os resíduos recicláveis.
• Coloque os seus resíduos recicláveis sempre dentro do ecoponto.
• Se o ecoponto estiver cheio, dirija-se ao mais próximo ou utilize quando estiver disponível.

2. Máscaras, luvas e lenços de papel não são recicláveis, colocar no lixo comum.

 

Saiba mais em ERSUC

O concelho de Montemor-o-Velho continua a dar fortes sinais de vitalidade e capacidade de reinvenção e de resistir às adversidades.
Da freguesia de Pereira surge mais um bom exemplo de boas práticas dado pela COMPASSO.
A escola que se dedica à prestação de diversas respostas sociais e pedagógicas - Creche, Jardim de Infância, Centro de Estudos e Academia de Artes -, ativou o seu Plano de Contingência e vai fazer um desconto direto às famílias de 50% em todas as mensalidades (creche, jardim de infância e centro de estudos) pelo tempo que estiverem administrativamente encerrados.
A par desta medida, a COMPASSO criou o movimento “Desafios comuns, conquistas únicas”, propondo, através das plataformas informáticas da escola, tarefas e desafios direcionados para as crianças e para as suas famílias, de modo a reforçar o binómio ensino/aprendizagem.
Na sua página do Facebook - https://www.facebook.com/compasso.edu/ - a COMPASSO apresenta ainda um conjunto de desafios diários direcionados para várias faixas etárias e que podem ser feitos em casa pelas crianças.
 
Recordamos que este espaço é dedicado a divulgar todas as boas práticas implementadas pelas empresas do nosso concelho. Se tem uma empresa e tem uma resposta social para fazer face à pandemia da COVID-19, envie-nos um email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., para que a possamos divulgar.

Nos meses de março e abril, todos os consumidores de água do concelho de Montemor-o-Velho vão ter uma redução de 50% do valor dos consumos faturados de água, saneamento, RSU - Resíduos Sólidos Urbanos e TRH - Taxa de Recursos Hídricos, sendo que, para o mesmo período, as entidades ligadas ao setor social, associações, Juntas de Freguesia e os consumidores abrangidos pelo tarifário social do concelho de Montemor-o-Velho vão ficar isentos do pagamento.


A medida, proposta pelo presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, teve a concordância de todo o executivo municipal montemorense, na reunião realizada no dia 23 de março, e vai repercutir-se nas faturas emitidas nos meses de abril e maio.


Assim, após a formalização com a ABMG, Águas do Baixo Mondego e Gândaras, EIM, S.A., a proposta segue para ratificação por forma a conceder o apoio por parte da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.


“Esta é uma proposta solidária, de cariz excecional e tem como objetivo minimizar o impacto desta situação epidemiológica que estamos a atravessar. A medida está inserida num conjunto mais alargado de ações que estamos a desenvolver. Os nossos munícipes estão no topo das nossas preocupações, mas também temos que continuar a tomar decisões que nos permitam manter o equilíbrio orçamental”, referiu, no final da reunião do executivo que decorreu com recurso à videoconferência.


Para o edil montemorense, “esta é uma situação sem precedentes na nossa história mais recente e estamos a tentar por todos os meios minimizar os impactos da pandemia da COVID-19. Continuamos com confiança, rigor e firmemente comprometidos em tomar decisões que visam apoiar e proteger da comunidade”.


Ainda decorrente do Estado de Emergência, o executivo montemorense deliberou suspender as reuniões ordinárias até 30 de junho.


Recorde-se que a empresa intermunicipal ABMG é a entidade responsável pela exploração dos sistemas públicos de água e de saneamento de águas residuais de Mira, Montemor-o-Velho e Soure.

Numa época em que é recomendado do distanciamento social para conter o avanço da COVID-19, a tecnologia, o ensino e a aprendizagem andam de mãos dadas no Centro de Explicações RUMO AO SUCESSO®.
Este é mais um exemplo de boa prática e mostra a capacidade de adaptação face à situação epidemiológica, proporcionando, à distância e através de meios informáticos, a oportunidade de continuar a aprofundar e reforçar as competências dos alunos e das alunas.
Para mais esclarecimentos e informações contactar: 915 403 451 (Joana Matos) | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | rumo_ao_sucesso.blogs.sapo.pt | rumo-ao-sucesso9.webnode.pt
 
Recordamos que este espaço é dedicado a divulgar todas as boas práticas implementadas pelas empresas do nosso concelho. Se tem uma empresa e tem uma resposta social para fazer face à pandemia da COVID-19, envie-nos um email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., para que a possamos divulgar.
Todos temos um papel na luta contra o COVID-19. Não vivemos dias normais. Passear é um risco para si e para quem o rodeia. Ir beber um copo com os amigos à adega ou a casa deles é um risco para si, para eles e para os outros. Fazer exercício com o seu grupo de amigos é um risco para si, para os seus amigos, para as vossas famílias e para todos nós.
É imperativo protegermo-nos e protegermos os outros.
Apelamos para que a população continue a cumprir os deveres cívicos. Estamos em Estado de Emergência. Todos. E todos temos de fazer a nossa parte. Cumpra o seu dever de recolhimento obrigatório e evite deslocações que não sejam necessárias. Se tiver de sair de casa mantenha um distanciamento social. Travar esta pandemia exige disciplina e precaução. De todos e para todos.
 

 

Atualização | O processo de migração da rede de TDT está suspenso devido aos constrangimentos associados à COVID-19

Na sequência da situação epidemiológica, os emissores que iriam ser alterados a partir de dia 16 de março de 2020 já não mudam de frequência na data prevista.

A suspensão do processo decorre da prévia articulação entre a ANACOM e a MEO, operador da rede de TDT, e mereceu a necessária concordância do Governo.

---

A rede de TDT (Televisão Digital Terreste), que disponibiliza a televisão gratuita (a qual inclui os canais RTP1, RTP2, RTP3, RTP Memória, SIC, TVI e ARTV), com vista à introdução do 5G, encontra-se a ser alterada, pelo que pode haver a necessidade de voltar a proceder à sintonização automática.

A televisão ficou sem imagem. O que fazer?
- Use o comando da TV ou do descodificador TDT (box)
- Vá ao menu com as setas escolha uma das opções: Configurar | Antena | Setup | Instalar | Ajuste do canal | Procura de Canais | ou outra equivalente (consoante a marca da TV ou box)
- Siga as instruções que aparecem no ecrã

Importante:
- Não tem que substituir ou reorientar a antena, nem trocar a TV ou o descodificador.
- Também não tem que contratar serviços de televisão paga.
- Os edifícios ou condomínios que precisem de mudar de canal e que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter de os substituir.

Precisa de ajuda para sintonizar a sua TV?
Ligue grátis 800 102 002, a funcionar diariamente, entre as 9h00 e as 22h00.

Saiba mais em:

https://www.anacom.pt/render.jsp?categoryId=378617&tab=411232

https://online.fliphtml5.com/rchw/haqd/#p=4

https://www.anacom-consumidor.pt/-/covid-19-processo-de-migracao-da-rede-tdt-suspenso

A Padaria Pastelaria Arca Doce Lda, em Arazede, também é um exemplo de boa prática e, para o efeito, reforçou, de forma gratuita, o serviço de entrega ao domicílio para todo o concelho de Montemor-o-Velho.
A par do fabrico e distribuição, o serviço inclui também a entrega de bens de primeira necessidade, nomeadamente produtos de padaria, pastelaria tradicional, charcutaria e leite.
Para usufruir do serviço, ligue 239 607 422 ou 963 322 626. O pagamento pode ser efetuado no ato da entrega através do terminal de multibanco ou MBway.
 
Como podem ser feitas as encomendas?
- Encomendar até às 11 horas, para entregas no próprio dia.
- Encomendar e agendar a entrega para o dia seguinte.
- Encomendar e levantar nas instalações da pastelaria.
 
Recordamos que este espaço é dedicado a divulgar todas as boas práticas implementadas pelas empresas do nosso concelho. Se tem uma empresa e tem uma resposta social para fazer face à pandemia da COVID-19, envie-nos um email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., para que a possamos divulgar.

 

 

A Farmácia Oliveira Ribeiro, na Bunhosa (freguesia de Arazede), também está a ser um exemplo promotor da saúde pública e de boas práticas no combate à COVID-19, continuando a prestar o seu habitual serviço ao domicílio, fazendo chegar aos utentes os seus medicamentos ou produtos de saúde e bem-estar.
A Farmácia Oliveira Ribeiro recomenda o seguinte: fazer uma lista dos medicamentos e produtos de saúde, preparar a mensagem com as receitas eletrónicas e organizar as receitas em papel. De seguida, proceder à encomenda e receber os medicamentos ou outros produtos de saúde em casa.
O contacto pode ser feito pelos 239 609 302, 968 236 489 ou por WhatsApp.
 
Recordamos que este espaço é dedicado a divulgar todas as boas práticas implementadas pelas empresas do nosso concelho. Se tem uma empresa e tem uma resposta social para fazer face à pandemia da COVID-19, envie-nos um email para Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., para que a possamos divulgar.

 

 

Saber...